Olá freguês!

Março 2014

"Faço isto de olhos fechados"

25 de Março de 2014 Nenhum comentário

Artesão Mário Coutinho


Para quem, de um modo ou de outro, se interessa por artesanato, sempre chegará o dia em que terá de enfrentar o Galo.
Quando o dia chegou, fomos bater à porta do Mário Coutinho.

O plano era acompanharmos a pintura tradicional do galo de Barcelos. Imaginávamos que fosse coisa mais morosa, a julgar pelo pormenor dos motivos. Engano nosso:
“Faço isto de olhos fechados”.


Mais sobre Mário Coutinho

Galos de Barcelos na loja online

 

Dia Internacional do Artesão

19 de Março de 2014 Nenhum comentário

A propósito do Dia Internacional do Artesão, que se assinala hoje, a equipa do Obli foi descobrir os rostos da nova geração de artesãos de Barcelos:

“Reinventar as figuras e os temas tradicionais é o que os jovens barcelenses fazem para se destacarem neste mercado que, em Barcelos, tem o dístico de capital do artesanato. Através de três exemplos, o Obli foi perceber como é visto e trabalhado o artesanato pelas mãos dos mais novos e saber quais as novas ideias para o setor.”

Reportagem para ler na próxima edição do Obli, que sai na próxima quinta-feira, dia 27 de Março, com o Barcelos Popular.

O mais novo já canta de galo!

11 de Março de 2014 Nenhum comentário

Galo da autoria de Telmo Macedo


Esta não é ainda uma história. Em bom rigor, chamar-lhe-íamos apenas a introdução de uma história que está ainda por escrever.
E para introdução bastará dizer que tem 21 anos e é o mais jovem artesão de Barcelos.

 

Saber mais sobre Telmo Macedo

O estranho caso da louça preta

5 de Março de 2014 Nenhum comentário

Louça preta de Prado, em exposição na oficina do artesão Júlio Alonso


Júlio Alonso é um dos mais velhos artesãos de Barcelos no activo e o único que trabalha o barro à moda da louça preta de Prado.
A quem se presta a ouvir a sua já longa história, começa por falar do avô: “O meu avô era espanhol, da Galiza. Alonso é um nome espanhol.”

 

Não sabe ao certo que forças moveram o ascendente espanhol até Prado, onde viria a nascer a primeira e a segunda geração de oleiros portugueses com aquele apelido. Ao que tudo indica, a olaria já era o ofício do patriarca e a preponderância, bem documentada, do então concelho de Prado na produção de louça preta levá-lo-ia à procura de melhor sorte.
Pois foi naquele importante centro oleiro que nasceu, em 1928, o neto do espanhol, e foi ali que se fez também oleiro.

 

Em Galegos Sta. Maria, onde se fixou depois de casar e onde a prática de cozedura diferia da de Prado, a cor negra dos barros de Júlio Alonso parece ter causado consternação. Houve mesmo quem intuísse intervenção do demónio. Os mais ajuizados não se atreveram a tais associações, mas assumiram que seria de outra natureza o barro que o forasteiro levava ao forno – talvez barro preto de si mesmo.
Cedo, porém, se desfizeram as dúvidas: nem os barros eram outros, nem as forças sobrenaturais participavam. Depois de atingir os 1000 graus, a fornalha é guarnecida de combustíveis fumacentos, como a caruma de pinheiro, e o forno é vedado. É tão-só o fumo que faz preta a louça de Prado.


Saber mais sobre Júlio Alonso

 

Galo

3 de Março de 2014 Nenhum comentário
Um galo, gordo ou magro

Representa o galinheiro.

O de Barcelos, em barro,

Representa um povo inteiro.

 

M.F.A.C. - Postigo do Sossegal
Jornal de Barcelos, 1984


Artesanato e Feiras de Barcelos, por Carlos Basto

2 de Março de 2014 Nenhum comentário


"Artesanato e Feiras de Barcelos"
é um colectânea de obras, da autoria do artista plástico barcelense Carlos Basto, produzidas em diversos momentos da sua vida e com recurso a diferentes técnicas, sobre as temáticas do artesanato e das feiras de Barcelos.


Além da reprodução de várias dezenas de pinturas temáticas, este livro reúne ainda uma série de testemunhos de destacadas individualidades do meio literário português, como Maria do Pilar Figueiredo, Mário Cláudio, José Carlos de Vasconcelos e Manuel António Pina, entre outros, que relatam, na primeira pessoa, as suas próprias memórias da feira de Barcelos.


Título: Artesanato e Feiras de Barcelos
Autor: Carlos Basto      
Edição/reimpressão: 2008
Páginas: 106
Editor: Figueirinhas
ISBN: 9789726612124