Olá freguês!

Setembro 2014

Do 'saber-fazer' ao 'saber-para-que-fazer'

7 de Setembro de 2014 Nenhum comentário

 

Há tempos, fizemos aqui referência à obra The Craftsman de Richard Sennett, a que chegámos através do blog Virtual Illusion, que ensaia uma delimitação dos conceitos de artista e de artesão.


O encontro inesperado com o artesão Norbert Schwabl, ontem, na Feira de Artesanato de Famalicão, fez-nos pensar na pertinência de um exercício similar cingido, desta feita, ao próprio conceito de Artesão.


O que é verdadeiramente o Artesão? O que distingue o Habilidoso do Artesão? Basta saber-fazer? Ou é preciso Saber-para-que-fazer?

Nuestros hermanos, os cesteiros de Vigo

3 de Setembro de 2014 Nenhum comentário


No casco velho da vizinha cidade de Vigo, no exacto ponto para onde apontam os roteiros turísticos, há uma ruela medieva que apela aos transeuntes, como se a subida sinuosa prometesse uma oculta recompensa, lá atrás daquela última esquina. Quem, por distração ou por efeito do cansaço da subida, não prestar atenção à sinalética toponímica, intuitivamente a lembrará pelo seu nome efectivo – Rua dos Cesteiros.


Foram portugueses os cesteiros que lhe deram o nome. Ali se foram estabelecendo, desde o século XVIII, vindos da freguesia de Gonçalo, na Guarda, ainda hoje conhecida pela sua proeminência no ofício da cestaria.